Home > Notícias
20/12/2019

A união faz a pesquisa

Nove institutos de pesquisa europeus uniram forças para desenvolver, em conjunto, seus negócios de calçados. Tudo sob a coordenação da CEC (Confederação Europeia de Calçados). O memorando de entendimento foi assinado durante a última Assembléia da CEC, realizada no final de novembro em Bruxelas, na Bélgica.

O objetivo desta plataforma é contribuir para a criação de uma nova geração de produtos de calçados: europeus e de alto valor agregado. Para ter sucesso, "precisamos promover a pesquisa sobre calçados e a criação de conhecimento na Europa", diz a nota oficial. Em outras palavras, tomar medidas "coletivamente em benefício das empresas de calçados".

A CEC destaca que "a competitividade do setor europeu de calçados depende em grande parte da capacidade de inovar em materiais, processos e produtos para melhorar a qualidade de vida dos consumidores". E para desenvolver pesquisas é necessário compartilhar informações. Na Europa, portanto, a união realiza pesquisas envolvendo, por ordem: CTC (França), CTCP (Portugal), CTCR e Inescop (Espanha), Footwear Research Centre of Tomas Bata University (República Tcheca), Politecnico Calzaturiero (Itália), PFI Pirmasens (Alemanha), Lukasiewicz-IPS Instituteof Leather Industry (Polônia) ) e Satra (Reino Unido).

Os próximos passos serão a definição de uma agenda de pesquisa e a organização de grupos de trabalho. Temas de referência: materiais avançados, soluções de design inovadoras, melhor ajuste e conforto. Mas, também, tecnologias inteligentes e um ciclo de vida do produto mais sustentável e circular.

Leia também:
Lançado o tênis Louis Vuitton LV 408s, homenagem a cidade francesa de Paris
Amina Muaddi foi a escolhida para criar os sapatos da Fenty Rihanna
Grife Manolo Blanik fecha sua icônica loja em Nova Iorque
Tunísia: era uma vez o calçado