Home > Notícias
08/05/2020

Abicalçados participa de encontro com presidente Jair Bolsonaro e presidente do STF Dias Toffoli

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) esteve ontem, dia 7, em Brasília/DF para agendas com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli. Na pauta estava a situação atual do setor industrial, ações setoriais em prol da minimização dos impactos sociais da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, flexibilização do isolamento para a retomada gradual, e com segurança, do comércio, entre outros temas. A entidade esteve presente nos encontros, mobilizados através da Coalização Indústria, que reúne associações de setores industriais que empregam mais de 30 milhões de brasileiros.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destacou que o setor já perdeu 28,4 mil postos desde o início da pandemia do novo coronavírus e que a tendência é piorar o quadro, caso o comércio siga fechado, já que quase 90% das vendas da indústria calçadista são oriundas do mercado doméstico. "A previsão de crescimento da indústria, que era de 2,5% no início do ano, caiu para uma queda de quase 30%. Sem o varejo físico aberto, não existem pedidos. O quadro é muito grave", disse, ressaltando que a Abicalçados defende o retorno seguro e gradual às atividades.

Na sequência, a mesma apresentação foi realizada para o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, em agenda marcada durante o encontro com o presidente Bolsonaro. "O objetivo foi mostrar os efeitos do fechamento do comércio para o setor industrial. Tanto o presidente quanto o ministro demonstraram preocupação com a situação, sendo que o segundo sugeriu a criação de um comitê formado por empresas e trabalhadores para debater o assunto", contou Ferreira.

Coalização
A Coalizão Indústria foi organizada antes das eleições presidenciais de 2018 para discutir os assuntos relevantes à indústria nacional. Ela reúne representantes de quinze setores produtivos, que juntos equivalem a 45% do Produto Interno Bruto da indústria brasileira (R$ 485 bilhões); 65% das exportações manufatureiras (R$ 167 bilhões); 30 milhões de empregos diretos e indiretos; e contribuem com R$ 250 bilhões em pagamento de impostos. Integram a Coalização a Abicalçados, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq), a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa Interfarma), a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), a Associação Brasileira Indústria Elétrica Eletrônica (ABINEE), a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), a Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o Instituto Aço Brasil e o Grupo FarmaBrasil (FarmaBrasil).