Home > Notícias
24/03/2020

As frases da crise - e a responsabilidade de cada um | Por José Galló

Por José Galló, presidente do conselho das Lojas Renner

Brasileiros com mais idade já viveram várias crises bastante sérias. No Plano Collor, todos - repito, todos - ficamos com 50 cruzeiros ou alguma moeda semelhante em nossas contas bancárias. O comércio parou, as indústrias pararam.

Em outros momentos, nosso inimigo comum foi uma inflação de 3.000% ao ano. Tomávamos o remédio errado: sucessivos planos econômicos que congelavam artificialmente os preços, desestruturando as cadeias de fornecimento e inviabilizando planos e investimentos. Em poucos meses, a inflação voltava. Era comum as pessoas perderem a cada mês, de 20 a 30% do seu poder aquisitivo.

Felizmente, muitos que viveram aqueles tempos continuam empreendendo no Brasil. Adquiriram anticorpos.

A crise de hoje é diferente. É uma pandemia que ataca os pulmões e sufoca a economia. Do lado da sáude, temos pessoas competentes tomando medidas corretas, como o ministro Mandetta, enquanto a equipe econômica trabalha com sentido de urgência.

Na minha visão, esta crise terá quatro fases. Entender que elas existem nos ajuda a navegar o cenário num momento de angústria e apreensão coletiva.

Leia a íntegra do artigo, publicado originalmente no Brazil Journal - clicando aqui