Home > Notícias
08/11/2019

Balenciaga Triple S é o tênis mais desejado, segundo ranking elaborado pelo mecanismo de busca Lyst

Balenciaga Triple S é o tênis mais desejado, entre os homens, seguido do Gucci Flashtrek. Gucci Ace e Alexander McQueen Oversize para mulheres. Os tênis mais desejados pelos usuários da rede são aqueles feitos inteiramente em couro ou aqueles nos quais a pele tem uma participação importante. É o que mostra um ranking desenvolvido pelo mecanismo de busca Lyst exclusivamente para o jornal italiano Il Sole 24 Ore.

O tênis mais procurado pelos consumidores é o Balenciaga Triple S (25% de couro de bezerro, 15% de cordeiro – segundo o site da marca). A seguir, está o Gucci Flashtrek (mistura de tecido original Gucci, camurça e couro). O Nike Air Max 97 está logo atrás. Em quarto, o Yeezy Boost 350v e o Commedes Garçons All Star Converse.

O couro domina o pódio feminino. Os tênis mais desejados são os Gucci Ace: a abelha bordada em fios dourados, o couro branco, os detalhes em couro metálico vermelho no calcanhar. Em seguida, o Alexander McQueen Oversize (100% de couro de bezerro). Medalha de bronze para o Gucci Flashtrek, que na verdade é apresentado como unissex. Em quarto lugar estão os Speed Trainers Balenciaga. Fechando o top 5 estão os tênis Versace Chain ReactionTrainers, também feitos 100% em couro de bezerro.

A tendência de crescimento dos “sapatos de academia” está destinada a não parar e crescer exponencialmente. Ao menos, é o que espera a Statista, empresa líder em análise de dados de mercado e consumo. Liam O’Connell escreveu: “Em 2017, o mercado global de tênis foi avaliado em cerca de 62,5 bilhões de dólares e deve atingir um valor de 97,8 bilhões de dólares até 2024”.

Leia também:
Exportação de calçados da Itália: levantamento mostra como se comportaram as regiões
Unidade de calçados da Inditex, Tempe distribui 56,6 milhões de euros em dividendos; uma alta de 41%
Patrik Frisk assumirá como CEO da Under Armour, em 2020, em substituição a Kevin Plank
Skechers x Nike: batalha nos tribunais e também na imprensa