Home > Notícias
06/09/2018

Crocs fecha suas duas últimas unidades produtivas, no México e na Itália

A Crocs, marca norte-americana que produz as famosas sandálias em materiais plásticos multicoloridos, está fechando suas duas últimas unidades de produção direta, no México e na Itália  - a última em Maserà, na província de Pádua -, para melhorar a rentabilidade e focar no desenvolvimento de sua atividade online.

A empresa sediada em Niwot, Colorado, que controla 400 lojas mundialmente, irá terceirizar a produção deixando a subcontratação para terceiros que produzem em países onde os custos são mais baixos, incluindo Bósnia, China e Nicarágua. Cinquenta e seis funcionários na Itália serão demitidos. No estabelecimento mexicano afetado pela medida, localizado em Stiva de León, Guanajuato, trabalhavam 700 pessoas.

O grupo fechou 28 lojas físicas durante o segundo trimestre e agora administra apenas 400 lojas em todo o mundo. A operação faz parte da estratégia anunciada no início deste ano que visa fechar mais de cem lojas. Essas medidas custaram ao grupo US$ 22 milhões em receita no segundo trimestre.

Mas, no geral, o grupo está indo bem, tendo alcançado um lucro líquido de US$ 30,4 milhões, aproximadamente o dobro do segundo trimestre de 2017 (€ 18,1 milhões). Seu faturamento aumentou 4,7% em um ano, para US$ 328 milhões. O aumento é de 2,3% sem considerar os efeitos das taxas de câmbio. Especificamente, o e-commerce registrou aumento de receita de 23,8%, enquanto as vendas no atacado aumentaram 7,2% e no varejo em lojas comparáveis, 7,1%.

Leia também:
Steve Madden versus YSL
Levantamento da APICCAPS mostra que produção mundial de calçados cresceu 2%, totalizando 23,5 bilhões de pares em 2017
Número reduzido de expositores coloca em xeque a feira espanhola Momad Shoes
Efeito Brexit: tradicional empresa Florida deixa a Grã-Bretanha