Home > Notícias
10/08/2022

Franquias de moda cresceram 13,5% no trimestre

O setor de Moda foi um dos mais castigados com a pandemia. Mas, com a retomada do trabalho presencial e de eventos, o consumo de roupas, calçados e acessórios aqueceu-se e, no primeiro trimestre do ano, as franquias de moda cresceram 13,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, conforme apurou a ABF – Associação Brasileira de Franchising.

Para Celina Kochen, coordenadora da comissão de moda da entidade, esse é um bom momento para quem quer investir no setor. “Optando-se por uma franquia, o empreendedor terá todo o suporte do franqueador, que já testou o mercado e lhe oferecerá treinamento, suporte, fornecedores e outros benefícios que minimizam os erros”, explica.

A Le Briju – varejista de acessórios de Moda, que possui lojas em importantes shoppings com foco nos públicos AB e aposta no visual merchandising único como diferencial de suas lojas – é um exemplo de franqueadora que está em plena expansão.

As lojas Le Briju comercializam bijuterias, semijoias e acessórios de qualidade a preços acessíveis, com foco no público B. O franqueado atua em shopping, com loja de metragem média de 35 m2. O valor médio do investimento é a partir de R$ 390 mil, já contando com a taxa de franquia e o capital de giro.

A Le Briju foi fundada em 2016 e, de lá para cá, pilota lojas próprias nos melhores shoppings da capital paulista – como Anália Franco, Pátio Paulista, Pátio Higienópolis, West Plaza, Villa Lobos e Center Norte – além de uma em Barueri (SP), no ShoppingTamboré, e outra em São Roque (SP), no Fashion Outlet Catarina, no total de oito lojas.