Home > Notícias
06/11/2018

Grandes grifes italianas ainda são pouco conhecidas pela maioria dos chineses

Na China, dois de cada três dos maiores consumidores não conhecem nenhuma marca de moda italiana. A grife mais popular é a Gucci, conhecida por 9% dos entrevistados. O resultado atinge metade do número obtido pela marca italiana mais famosa em termos absolutos: automóveis Ferrari. Depois da Gucci, estão Armani (4%), Prada e Fendi (3%), seguidos por Versace e Valentino com 2%. Os dados são da pesquisa de Percepção e Posicionamento do made in Italy na China, realizada pelo Observatório de Estratégias Empresariais dos Países Terceiros em junho passado, pelo Nomisma Wine Monitor, contando com 2.000 cidadãos residentes em Pequim, Xangai, Cantão e Hong Kong.

Em maio de 2018, após 28 anos de atividades no segmento de calçados infantis, a Kidy, de Birigui/SP, lançou a marca Magia Teen, voltada a adolescentes e mulheres de espírito jovem. À frente do projeto está Ramon Lanius, executivo experiente e com passagem por empresas como a gaúcha Azaléia, que mudou-se de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, para o interior paulista a convite dos diretores Sérgio e Ricardo Gracia. Comandando desde janeiro as áreas de desenvolvimento de produtos, comunicação e vendas, Lanius comemora o sucesso da nova marca entre lojistas e consumidoras de todo o Brasil e outros países. “Estamos indo muito bem e alcançando bons números, apesar das dificuldades econômicas que impactam o consumo”, afirma.

Ainda há vagas disponíveis no estande coletivo do RS na Couromoda 2019
O projeto do Estande Coletivo do Rio Grande do Sul na Couromoda, desenvolvido pela parceria entre a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do RS (SDECT) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS) ainda conta com quatro vagas disponíveis para a edição 2019. Empresas interessadas devem encamihar inscrição par a ACI, no Setor de Relacionamento com o Cliente, com Maria Lúcia Chaves de Almeida (Cota) ou para o e-mail cota@acinh.com.br. A Couromoda 2019 ocoore de 14 a 17 de janeiro, o Expo Center Norte, em São Paulo.

Missão com foco na potencialidade futura do mercado chinês
A ACS Global, de Novo Hamburgo, ingressa na Missão Prospectiva à China International Import Expo, articulada pela FIESP e realizada por meio da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios – Rede CIN, em caráter nacional. Entre os dias 02 e 11 de novembro, o foco será consolidar sua estratégia de fazer dos negócios com a China, o carro-chefe da empresa. Forte aliada do setor, a companhia foca também nas portas que se abrem para o calçado nacional. “Hoje, muitas movimentações são relacionadas à importação de componentes chineses, mas o calçadista brasileiro deve atentar para as oportunidades que se ampliam no mercado da China”, pontua a diretora de Relações com Mercado Ana Klein, destacando as projeções de que a China deverá se consolidar, nos próximos anos, na maior nação consumidora do mundo.

Marca Hogan em busca de maior internacionalização
A Hogan, marca de calçados pertencente ao grupo Tod’s, está buscando uma estratégia de internacionalização que visa aumentar a notoriedade da marca no mercado externo. Estratégia que parece dar frutos, como disse Sergio Azzolari, gerente geral da Hogan. “Em 2018, pela primeira vez, os consumidores estrangeiros superaram os italianos”, afirmou Azzolari. “Em nível estilístico, demos uma nova reviravolta no produto para torná-lo ainda mais internacional, em particular no setor masculino, superando o conceito de diferenças geracionais que, em nossa opinião, não existem mais. A mulher ainda predomina, com 58% do faturamento total, mas as coleções masculinas estão crescendo muito bem, assim como as infantis, que interpretamos em essência como um ‘mini eu’.” , explica Azzolari.

Colaborou Lorenzo Raggi (FotoShoe Magazine - Milão/Itália)

Leia as colunas anteriores:
10/10/2018
28/08/2018
17/08/2018
08/08/2018
31/07/2018