Home > Notícias
01/10/2020

Grandes nomes da moda aparecem em protesto contra a cultura da destruição ambiental

Os ambientalistas do movimento internacional e apartidário Extinction Rebellion publicaram uma carta aberta à indústria da moda, pedindo a transformação da cultura de consumo e destruição. A carta, que chega em forma de filme (clique aqui para ver), marca o lançamento de uma nova campanha, batizada de "Fashion act now", anunciada durante a Paris Fashion Week.

Balmain e Louis Vuitton são algumas grifes que aparecem no manifesto. Segundo os ativistas, não se trata do histórico ambiental das pessoas mencionadas no vídeo, mas de sua enorme influência cultural.

Ainda de acordo com eles, durante pandemia, muitas marcas se comprometeram a tomar medidas para reduzir sua pegada de carbono. Posteriormente, alguns manifestaram a necessidade de uma mudança no formato da semana de moda, já que figuras como Gucci, Saint Laurent e Dries Van Noten, entre outras, afirmaram não ter temporada e / ou seguir calendário próprio.

Apoio
"Temos feito de tudo a tal ponto que não há consumidor para tudo. É uma tarefa que desperdiça tempo e energia, dinheiro e materiais", disse Marc Jacobs. "Produzir, produzir, produzir. É como ter uma arma na cabeça e dizer: dance, macaco!"

Stella McCartney, que há muito é uma pioneira em moda sustentável, acrescentou: "Temos que parar e olhar para o desperdício. Está fora de controle".

Dirigido por Tessa Edwards e Kailash Bharti, o filme de carta aberta foi ambientado em uma área de incêndio florestal e é narrado pela ativista climática, educadora e defensora da saúde mental Tori Tsui.