Home > Notícias
21/02/2020

Detentor das marcas Gucci e Yves Saint Laurent, grupo Kering faturou € 15,88 bilhões em 2019, crescimento de 16%

Mais um ano de crescimento significativo para o grupo Kering, liderado por François-Henri Pinault, que fechou 2019 com um faturamento de € 15,88 bi, aumento de 16%. Crescimento de dois dígitos para as principais marcas do grupo. Em mais detalhes, a Gucci registrou alta de 16,2% para € 9,62 bi, enquanto a Yves Saint Laurent, cresceu 17,5% para € 2,04 bi. Por fim, a Bottega Veneta totalizou € 1,16 bi de vendas, com crescimento de 5,3%. Em 2019, as “outras marcas” confirmaram a tendência de crescimento de 20% para € 2,53 bilhões, lideradas por Balenciaga e Alexander McQueen.

As vendas diretas (varejo) do grupo registraram um aumento de 14% graças à região Ásia-Pacífico (+20%), apesar da situação difícil registrada em Hong Kong. O lucro operacional recorrente aumentou 19,6%, para € 4,78 bi, ligeiramente superior ao consenso da Bloomberg, que indicava € 4,73 bi.

Crescimento de dois dígitos também para o Ebitda, que cresceu 18,3%, para € 6,02 bi, enquanto o lucro líquido caiu mais de 37%, para € 2,31 bi, mas reflete o € 1,25 bi pago em impostos em 2019, na sequência do acordo em maio passado com a Receita Federal Italiana.

Leia também:
Recorde: Itália exporta mais de € 10 bi em calçados
Tóquio 2020: definidos os parâmetros para calçados permitidos nas Olimpíadas
Premiere Vision muda datas para 2021
Indústria calçadista da Argélia a caminho da iminente extinção