Home > Notícias
06/04/2020

Itália: produção calçadista parada

O calçado italiano parou (desde 25 de março), como explica Tommaso Cancellara (gerente geral da Assocalzaturifici) e segue à risca o Decreto DPCM. Ao memso tempo, avaliar suas implicações. “De acordo com o decreto, as empresas calçadistas italianas vão concluir os trabalhos em andamento dentro do prazo previsto. E desde quarta-feira, 25 de março, elas estão fechadas.”

Seja como for, é impossível conjecturar o impacto da emergência do Covid-19 no setor de calçados italiano. Talvez também seja cedo demais, tendo em vista a forma como a epidemia está se espalhando nos países europeus e não europeus.

Antes de tudo, existe uma parte muito complexa para entender e gerenciar, explica Cancellara. Ele se refere ao desenvolvimento de contratos comerciais, cancelamentos e adiamentos, para os quais “nós disponibilizamos um serviço jurídico gratuito”. Além disso, há a questão relacionada à lista de quem pode e não pode produzir de 25 de março a 3 de abril. “Resta saber o que fazer com quem produz calçados ocupacionais e de segurança para todas as atividades, que devem garantir a regularidade da produção”.

Leia também:
Stella International: grupo calçadista de Hong Kong tenta retomar a normalidade
Coronavirus: Armani redireciona produção para confecção de jalecos e faz doações
OutDoor by ISPO: edição 2020 cancelada
A crise afeta a indústria calçadista de Portugal