Home > Notícias
24/09/2020

Mican Milano presencial injeta ânimo redobrado no setor calçadista global ao gerar bom volume de negócios e ofertar conteúdo de qualidade

A Mican Milano presencial, realizada em Milão de 20 a 23 de setembro, representou exatamente uma grande injeção de ânimo ao setor calçadista em nível global. Seguindo todos os rigorosos de protocolos de segurança exigidos pelas autoridades sanitárias, a mostra contou com 600 marcas expositoras e recebeu um número de compradores acima do esperado. Outro aspecto importante foi a predominância da presença de decisores e líderes empresarais, o que potencializou as vendas in loco. Destaque também para o farto e qualificado mix de palestras e seminários disponibilizados durante a feira.

“Havíamos anunciado a presença de 5 mil compradores do exterior e da Itália e em vez disso fomos registrados em 7 mil para a edição da Micam 90”, enfatizou Siro Badon , presidente da Micam e da Assocalzaturifici, durante a cerimônia de inauguração, que contou com a presença do Subsecretário de Relações Exteriores e Cooperação Internacional, Manlio Di Stefano, do Presidente da Confindustria e da Fiera Milano, Carlo Bonomi; do Presidente da Micam, do Presidente da Mipel e Assopellettieri, Franco Gabbrielli; do presidente do TheOne, Norberto Albertalli; do presidente da Ice Agency, Carlo Ferro; do presidente da Fundação Fiera Milano, Enrico Pazzali; e do subsecretário para as relações com as delegações internacionais da região da Lombardia, Alan Rizzi .

Segundo Badon, a estratégia usada se revela uma aposta no futuro e na importância das feiras de negócios nas quais o contato direto entre vendedores e compradores continua em alta, mesmo que seja ladeado por iniciativas digitais que auxiliam os negócios na superação dos limites criados pela emergência sanitária global. A Fiera Milano contou com um novo modelo de exposição pós-Covid, com menor comparecimento entre os estandes e regras de visita adaptadas às regras de saúde, que facilitam a entrada e os percursos seguros nos pavilhões.

Micam Milano deve gerar US$ 675 mil para calçadistas brasileiros
Menor do que em anos anteriores em função das restrições em função da pandemia do novo coronavírus, a 90ª edição da Micam Milano, que aconteceu em Milão/Itália entre os dias 20 e 23 de setembro, deve gerar US$ 675 mil para as nove marcas brasileiras que participaram da mostra por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações do setor mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Paola Pontin, ressalta que, in loco, foram gerados US$ 154 mil, que devem ser somados a outros US$ 521 mil em negócios que foram alinhavados no evento. "A mostra acabou sendo satisfatória", explica Paola, ressaltando que na feira de setembro do ano passado foram 76 marcas. Segundo ela, neste ano, somente empresas com representantes locais puderam marcar presença no evento em função das restrições para a entrada de brasileiros na Itália.

Participaram da Micam Milano as marcas brasileiras Madeira Brasil, Verofatto, Cecconello, Carrano, Rider, Ipanema, Grendha, Zaxy e Cartago.

Mican Digital
Em função das restrições às visitações no evento físico, neste ano a Micam está realizando feiras digitais em parceria com a NuOrder. Na Micam Milano digital, por exemplo, 14 marcas brasileiras - Killana, Democrata, Usaflex, Ferracini, Luz da Lua, Adrun, Andacco, Andine, Jorge Bischoff, Cocco Miami, Ghetz, Tabita, Cristófoli e Guilhermina - estão participando desde o dia 15 de setembro. A mostra se estende até o dia 15 de novembro.

Já no braço norte-americano da Micam, a Micam Americas digital acontece desde o dia 1º e se estende até o dia 1º de novembro com 11 marcas - Paula Torres, Carrano, Opananken, Petite Jolie, Savelli, Guilhermina, Cocco Miami, Pegada, StepsGreen, Ortopé e Plugt.

Ambas as mostras acontecem no site https://partnerships.nuorder.com/digitaltradeshows.