Home > Notícias
09/01/2018

COUROMODA 2018: Novo ano, ações afirmativas e perspectivas animadoras

O ano de 2018 começa com perspectivas animadoras para a economia de um modo geral e para a o setor calçadista em específico. E a chegada da COUROMODA é mais um fator que contribuiu para a melhora deste cenário.

Além dos negócios proporcionados pela feira, que costuma representar cerca de 35% das vendas do ano no segmento, a COUROMODA promoveu uma ampla campanha de promoção do calçado como presente no período de final de ano, em especial no Natal. "Certamente a Couromoda teve boa parcela de contribuição na performance positiva do setor em 2017.", enfatiza o Fundador e presidente, Francisco Santos.

A campanha foi veiculada no mês de dezembro e foi direcionada somente ao ambiente digital com ênfase no Instagram, Facebook, Google AdWords e também no Grupo RBS. As ações tiveram uma grande repercussão no mercado, totalizando 20,56 milhões de page views e mais de 106 mil visitas no portal couromoda.com.

As vendas de Natal crescem 5,6%, taxa a mais alta desde 2010, segundo o Indicador da empresa Serasa Experian. Foi o primeiro crescimento após três anos consecutivos. Já as vendas de shoppings registraram um incremento ainda maior: 6%, segundo dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), movimentando R$ 51,2 bilhões.

De acordo com Alshop, a evolução das vendas no período foi influenciada pelos sinais de recuperação lenta e gradual do mercado de trabalho, em um cenário de queda da inflação e redução da taxa básica de juros. Também impactaram positivamente o varejo de fim de ano as liberações das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o saque do PIS/Pasep.

Varejo otimista
O presidente da Associação Brasileira dos Lojistas de Artefatos e Calçados (Ablac), Marcone Tavares, afirma que o setor registrou um Natal com vendas em níveis muito similares aos de 2016, o que, levando-se em conta o cenário econômico do país, pode ser considerado uma vitória. Segundo o dirigente, para 2018 as perspectivas são mais positivas. “Em 2017, o varejo de calçados iniciou um forte movimento na mudança de modelo de loja, no qual o tradicional padrão aquário perde espaço para lojas especializadas e de nicho, com forte influência da tecnologia na operação. Essa mudança deve trazer uma melhor performance para o segmento ao longo do ano”, detalha. “E a COUROMODA deve contribuir para esta previsão, uma vez que representa o momento em que se iniciam, de fato, os negócios do ano no setor. Além do mais, a feira está cada vez melhor e mais preparada para gerar vendas”, finaliza Tavares.

Indústria em expansão
A exportação de calçados brasileiros cresceu 9,3% em receita em 2017, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Foram comercializados US$ 1,09 bilhão (R$ 3,52 bilhões). A variação do volume vendido para outros países, no entanto, ficou aquém disso: teve alta de 1,2%, com 127,1 milhões de pares embarcados. Os resultados demonstram uma leve melhora do setor em relação a 2016.

A Abicalçados ainda não finalizou suas projeções para 2018, mas prevê estabilidade nos volumes exportados e pequena elevação nos valores, segundo o executivo. "É preciso, no entanto, ter cautela com previsões. Tínhamos uma visão bem mais pessimista para o desempenho do ano passado", lembrou o presidente executivo da Abicalçados. Heitor Klein.

A Couromoda abre no próximo dia 15, no Expo Center Norte, em São Paulo, em cerimonia que deve ter a presença dos Governadores do RS, José Ivo Sartori; do Governador de SP, Geraldo Alckmin; do Prefeito da Cidade de São Paulo, João Dória e de prefeitos dos principais polos produtores + dirigentes da Abicalçados e da Ablac.