Home > Notícias
22/10/2020

Prefeitura de Franca confirma investimento de R$ 250 mil para empresas do município participarem da Couromoda 2021

Franca terá um espaço exclusivo na Couromoda 2021 para abrigar até 25 empresas da cidade. O investimento que será feito no evento é de R$ 250 mil e servirá para cobrir custos de instalação de estande e aluguel de espaço. O edital com as regras para selecionar as empresas será publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Município.

É tradição esse aporte do poder público para incentivar indústrias de Franca a participar da feira. Em 2019, houve R$ 190 mil de investimento e a participação de 19 fábricas. Conforme apurado, os resultados dessa exposição foram uma média de R$ 314,9 mil em faturamento por fábrica. Os contratos com importadores resultou em negócios com Bolívia, Equador, Guatemala, Chile, Costa Rica e Martinica.

A Couromoda vai acontecer de 11 a 13 de janeiro de 2021 e tem o foco de expor lançamentos calçados femininos, masculinos, infantis, tênis, artigos esportivos e artefatos de couro, entre outros produtos.

Os empresários que forem selecionados no chamamento público da Prefeitura ficarão no Grupo de Franca, que será o estande a ser montado. As indústrias terão estandes individuais para expor e negociar seus produtos.

Quem vai intermediar essas tratativas é a Secretaria municipal de Desenvolvimento. O Sindicato das Indústrias de Calçado de Franca (Sindifranca) enviou à Prefeitura o pedido para que houvesse essa parceria no começo deste mês. “O subsídio é imprescindível para os expositores do Espaço Moda Franca® neste momento e representa um apoio importante de nossa cidade para o setor calçadista trilhar sua recuperação” disse o presidente do Sindifranca, José Carlos Brigagão do Couto.

A Couromoda é uma das feiras mais importantes da América Latina. Ela abre oficialmente o calendário de vendas e eventos brasileiros voltados para o setor calçadista. Neste ano, foram apresentadas mais de 2 mil coleções de 90% das empresas que representam a produção brasileira. Estatística aponta que os negócios fechados na feira representam, em média, 35% do movimento anual do setor.