Home > Notícias
06/11/2019

Reforma aprovada é o primeiro passo para um Brasil moderno

A reforma da Previdência, aprovada no Senado, é muito positiva por conter medidas que podem corrigir as principais distorções nas regras atuais de concessão de aposentadorias e pensões. O Sindifranca entende que as mudanças são essenciais para incentivar o retorno dos investimentos, do crescimento sustentável e da necessária modernização do país.

A proposta deve incluir servidores públicos federais, estaduais e municipais, trabalhadores da iniciativa privada e políticos. Isso equaliza o sistema e dá equilíbrio às contas da Previdência, estabelecendo que todos os setores da sociedade deverão dar sua contribuição para a solução da questão previdenciária no Brasil.

As mudanças na Previdência vão assegurar o pagamento futuro de milhões de aposentados e beneficiários do sistema, uma vez que o modelo atual se tornou insustentável. O número de brasileiros com mais de 65 anos triplicou nos últimos 50 anos e a expectativa de vida aumentou bastante com a melhoria das condições de vida da população. E, enquanto isso aconteceu, as regras de concessão dos benefícios permaneceram sem mudanças para se adequar a esta nova realidade.

Sem o devido equacionamento do déficit previdenciário, toda a sociedade teria que arcar com os custos de elevação da carga tributária e/ou com a falta de recursos para outras áreas, como saúde, educação, segurança e infraestrutura, e isso traria um enorme prejuízo para a economia do país.

Agora com a aprovação da reforma, o resultado esperado é a segurança no futuro da aposentadoria do trabalhador, e de quebra garantir a competitividade do país com seguridade financeira.

É bom destacar, no entanto, que só esta reforma da Previdência não resolve a situação fiscal do país. É preciso que outras importantes reformas avancem, como é o caso da reforma tributária, tema urgentíssimo e imprescindível para o futuro do Brasil.

José Carlos Brigagão do Couto
Presidente do Sindicado das Indústrias de Calçados de Franca (Sindifranca)