Home > Notícias
19/11/2020

Transformação digital amplia negócios da Arezzo

Quando criou, em 2018, uma diretoria executiva de transformação digital, a Arezzo&Co não imaginava que a decisão produziria resultados tão imediatos e expressivos. Em 2020, em apenas quatro meses, com as lojas físicas fechadas por causa do lockdown, as operações por meio de canais digitais geraram uma receita de R$ 215 milhões à companhia, equivalente à de todo o ano de 2019, e até o fim do ano esse montante deve dobrar.

Essas e outras informações sobre a bem-sucedida transformação digital da empresa foram apresentadas pelo diretor executivo da área, Maurício Bastos, durante a Live Qualidade I Clientes e Mercado, nesta quinta-feira, 12, numa promoção do Comitê Regional da Qualidade RS – Vale do Sinos e da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha.

Segundo Bastos, o sucesso do processo de transformação digital decorre do apoio da alta direção e da cultura de inovação que envolve todas as áreas da empresa, que permitiram a implementação de uma série de ações estratégicas, como digitalização de processos e operações, integração de canais e criação de novos negócios digitais, sem, contudo, deixar que a complexidade se tornasse uma assassina silenciosa das estratégias de crescimento.

“De uma franqueadora de marcas de calçados e bolsas de moda no Brasil, nos tornamos uma plataforma digital de moda com experiência de marca”, afirmou Bastos.
Com 48 anos de atividades, a Arezzo possui sete marcas de calçados e bolsas, 730 franquias e 10 milhões de clientes cadastradas. A cada ano, entre vendas a franquias e multimarcas, comercializa 13,5 milhões de pares/unidades.

Alguns exemplos da transformação da empresa:

1. De uma empresa com foco em calendário sell out/sell in, mudou o foco para omnicanalidade, webcommerce, ferramentais digitais e colaboração com a rede de franquias.

2. De grandes campanhas de marketing para ativações de marketing fortemente digitais e comunicação segmentada

3. De 12 coleções por ano para lançamentos quinzenais

4. De lojas como um lugar com todos os produtos, com estoque à pronta entrega, para lojas como ponto de encantamento e relacionamento, com parte do estoque em loja e parte via prateleira infinita.

5. De vendedoras com interação analógica com as clientes na loja para vendedoras que constroem relacionamentos com as clientes digitalmente

6. De multimarcas com interação e venda presencial em showroom para multimarcas com interação e venda 100% on-line (e-showroom)

7. De um período de sell in (vendas para franquias e multimarcas) de 2 a 3 semanas para um sell in de uma semana apenas, 100% on-line, alimentando produtividade e reduzindo leadtime.

Plataforma ZZ´Mall
Uma das próximas novidades da Arezzo é o lançamento, ainda em novembro, da plataforma ZZ´Mall, que reúne informações e serviços sobre mais de 30 marcas, entre elas as sete bandeiras da empresa. Trata-se de um ambiente único que permite a franqueados, multimarcas e consumidoras acessar informações sobre todas as linhas de produtos, de todas as marcas presentes, e também adquiri-las. “É um trabalho que não nasce da noite para o dia. Resulta de iniciativa, estratégia, planejamento, cultura de inovação, disciplina, energia, apoio da direção e envolvimento de todas as pessoas e áreas da empresa”, disse Maurício Bastos.